Prefeitura de Cotia anuncia pagamento de benefícios a profissionais da Educação

O prefeito Rogério Franco recebeu nesta quinta-feira (6) cerca de 230 profissionais da Educação, na sede da Secretaria da Educação, para anunciar algumas providências tomadas pela Administração em favor da categoria. Uma delas é que a partir do próximo mês a prefeitura iniciará o pagamento de parte dos benefícios a que os profissionais têm direito.

“Esta foi uma das reivindicações feitas pela comissão e pelo sindicato, em março deste ano”, disse o prefeito. “À época, pedi 30 dias para iniciar os pagamentos. Liquidamos R$ 1,2 milhão e, até o final deste ano, pagaremos mais R$ 6 milhões, R$ 1 milhão por mês”, completou.

Reposição de aula

A greve dos profissionais da educação que aconteceu em março deste ano também esteve na pauta. O prefeito anunciou que o pagamento dos dias parados será feito a partir de agosto, desde que até o final de outubro os professores reponham as aulas.

A secretária interina de Educação, Janilda de Matos Cassiano dos Santos, explicou que até o dia 5 de agosto todas as escolas terão que entregar o plano de reposição de aulas.

“Quem não repuser as aulas terá o dia descontado novamente”, disse Janilda. A reposição será feita aos sábados e haverá lista de frequência dos alunos. Uma portaria assinada pelo prefeito regulará e formalizará as regras da reposição.

A medida foi comemorada pela diretora da Escola Municipal Ernesto Benedito de Camargo, Eliene de Cássia. “Teremos o respaldo da portaria, e isso é muito bom. Dá segurança a todos”, disse.

O discurso foi endossado pela vice-diretora da EM Aguinaldo Souza Estrela, Fátima Decicino. “O controle será feito por registro de presença. O sistema digital não favorece nem desfavorece ninguém. Compareceu, registrou, deu aula, tem o pagamento garantido”, afirmou.

Escolas

Na reunião, o chefe do Executivo também anunciou que está em andamento o processo de licitação para reforma de 32 escolas. “A infraestrutura é um problema grande, temos que resolver. Já encaminhamos a licitação para estas obras.”

Rogério Franco lembrou que a licitação para compra de material escolar foi a primeira que ele lançou quando assumiu a prefeitura, mas a burocracia vem travando o processo. “Foi a primeira licitação que abrimos. Sofreu duas impugnações. Se houver nova impugnação, irei pessoalmente ao Tribunal de Contas”, desabafou.

A mesma situação se arrasta em relação à compra dos uniformes. “Eu sei da dificuldade, poderia fazer um contrato emergencial, mas aí vem a fiscalização, a Justiça. Vou reverter esta situação com trabalho, dedicação e resultado”, disse.

Participaram da reunião secretários municipais, vereadores e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Serviços Públicos de Osasco e Cotia (Sintrasp), Antônio Rodrigues.

 

Fonte: Prefeitura de Cotia

Comments

comments

Inline
Inline