Perseguição e tiros em Cotia no KM30 da Raposo Tavares

Um homem foi preso, nesta quinta-feira (25.11), depois de tentar fugir de uma abordagem policial, na região do Butantã, na Zona Oeste da cidade de São Paulo. Houve perseguição policial, que terminou em Cotia, na região metropolitana.

Durante a tentativa de fuga, Fernando da Silva Barros, de 38 anos, provocou três acidentes e atirou em um motociclista, que foi encaminhado para o hospital. O helicóptero da Polícia Militar e 30 viaturas participaram da ação.

Segundo os policiais, o motorista passou em um farol vermelho em alta velocidade. “Quando ele viu que a gente ia abordar, ele começou a efetuar a fuga na avenida Francisco Morato e lá mesmo começou a causar acidentes”, afirmou o soldado Willian Koity.

“Posteriormente, ele [suspeito] pegou a Raposo Tavares e bateu, arremessou o motociclista em direção à viatura. Graças a Deus, o motociclista está bem, não sofreu nenhuma lesão grave, mas deu para ver claramente que ele teve o intuito de jogar o motoqueiro e parar o acompanhamento, para não passar em cima dele.”

Segundo a PM, os policiais não efetuaram disparos durante a perseguição, porque o carro não tinha registro de roubo e poderia se tratar de um sequestro.

“A gente não pode disparar em um veículo em movimento se, possivelmente, tem uma vítima lá dentro. Outra coisa primordial é que, se a gente disparasse, possivelmente, a gente poderia atingir uma vítima no carro a frente dele”, explicou o soldado Koity.

O trânsito na Rodovia Raposo Tavares chegou a ser bloqueado para que o motorista não fugisse. O carro está no nome da mãe dele. Com Fernando, foi encontrada uma arma de uso restrito da PM com a numeração raspada. Ele não esclareceu o porquê fugiu da abordagem.

O caso foi registrado na delegacia de Cotia como porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, disparo de arma de fogo e lesão corporal culposa quando não há a intenção de ferir. Fernando tem passagens na polícia por tentativa de homicídio e roubo.

Fonte: G1

Comments

comments

Inline
Inline