Mulher arma emboscada para ex marido em Vargem Grande Paulista

O fato ocorreu nesta sexta-feira (13/10), e a vitima foi Fabrício Pereira de 22 anos morador do Jardim Floresta em Vargem Grande Paulista.

Fabricio e Yngrid Giovanetti foram casados por 5 anos. Mas há dois meses, Fabricio descobriu que sua esposa o traia com Wellington Santos que trabalha como gerente na Loja do Real na Rua Leonardo Soares Rodrigues em Vargem Grande Paulista. Devido a traição eles decidiram se separar.

No dia do crime, Wellington chegou a ir no trabalho de Fabricio no Supermercado São Roque, na nova loja, em Vargem Grande Paulista para provocá-lo. Fabricio porém não se importou e continuou trabalhando.

Horas depois, apareceu Yngrid querendo falar com Fabricio, e o mesmo não quis conversar, por estar trabalhando no momento, Yngrid voltou a procurá-lo por outras 2 vezes, até que Fabricio aceitou  conversar com a ex esposa.

Fabricio encontrou Yngrid em frente ao mercado próximo a rampa de acesso ao estacionamento do supermercado, porém como os dois começaram a discutir a respeito sobre a guarda da filha, e havia muitas pessoas envolta, Yngrid  pediu para eles se distanciarem um pouco, e caminharam até próximo ao supermercado Serrano, Yngrid dizia que não queria que ele visse a criança até que o juiz decidisse.

Neste momento apareceu Wellington com outros dois comparsas, um de cada lado, e Wellington atingiu Fabricio nas costas com uma faca, quase perfurando o seu rim e logo após, os três saíram correndo.

Fabricio foi socorrido pelo pai de uma colega de trabalho, que o levou até o Pronto Atendimento em Vargem Grande Paulista, onde teve os primeiros socorros.

Não o bastante, Yngrid foi até o hospital e começou a fazer escândalo e a ofender a mãe de Fabricio. A policiai foi acionada e levou Yngrid presa.

Fabricio foi levado para o Hospital Regional de Cotia, e os médicos constataram que a faca perfurou 13 cm e por muito pouco não atingiu o rim.

Yngrid ja se encontra em liberdade, e os outros 2 comparsas de Wellington no dia seguinte já estavam trabalhando na Loja do Real, no mesmo local onde Wellington trabalha.

Wellington Santos está foragido, e a polícia trabalha em sua captura, caso alguém saiba do paradeiro do acusado entrar em contato com a polícia pelo número 190.

Abaixo foto do acusado.

 

Nota de Esclarecimento da Loja.

 

Comments

comments

Inline
Inline