Jovem morre com queimaduras em 90% do corpo após incêndio dentro de casa

Um homem é suspeito de matar a própria mulher dentro de um cômodo de uma casa onde eles moravam no São José na região do bairro Dona Catarina, em Mairinque.

O caso foi registrado na noite de sexta-feira, 23/06, e a mulher Katia Camargo Silva, de 21 anos, que teve 90% do corpo queimado faleceu nesta segunda-feira, 26.

De acordo com a polícia, as suspeitas são de que o homem jogou gasolina na mulher em casa e ateou fogo. Depois, ele também foi queimado. Não sabe se ele jogou gasolina no próprio corpo ou se foi atingido pelas chamas.

A casa acabou sendo incendida.

Vizinhos ao verem a situação correram para ajudar enquanto o Corpo de Bombeiros de Mairinque era acionado.

Equipes do SAMU e da GCM também seguiram para o local.

Como o bairro é longe, quando os bombeiros, a polícia e a equipe de socorro chegaram, os dois já haviam sido socorridos por populares.

Eles foram levados para o pronto socorro de Itu. Devido a gravidade do estado de saúde do casal, eles foram transferidos para o Hospital Regional de Sorocaba.

Com 90% do corpo queimado, Kátia não resistiu e faleceu na segunda-feira, 26/06.

Já o rapaz que tem 27 anos continua internado com 60% do corpo queimado.

O cômodo onde eles viviam ficou totalmente queimado. Os bombeiros de Mairinque fizeram o rescaldo no local.

Segundo as equipes, o cheiro de gasolina era muito forte.

O casal vivia junto havia mais de um ano e segundo vizinhos, ocorria brigas e discussões constantes entre eles.

A Polícia Civil de Mairinque abriu inquérito para investigar o caso e já iniciou ouvindo testemunhas e familiares da jovem.

Os investigadores aguardam a recuperação do homem para ouvi-lo. A polícia não informou se o pedido de prisão já foi decretado.

Ele prossegue no hospital.

De acordo com familiares, o rapaz teria dito que foi um acidente, porém, a família não acredita e sim que ele quis realmente matá-la.

A Polícia Civil informou que o homem já tem passagens por roubo e tráfico e ficou preso por 7 anos.

Logo que saiu se juntou com jovem e foi morar com ela.

O corpo de Katia foi enterrado na cidade de Anhembi na região de Botucatu no interior de São Paulo.

O caso prossegue sendo investigado.

Fonte: São Roque Notícias

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inline
Inline