Homem manda matar amiga de ex-namorada

Ele desconfiava que o casal não retomava o relacionamento por causa da influência de Tatiane. Ela morreu com dois tiros enquanto entrava em casa

Um homem é preso por mandar matar Tatiane Moraes da Silva, 32 anos, pois acreditava que ela impedia sua ex-namorada de voltar com ele. O assassino contratado estaria escondido em uma casa em Osasco, região metropolitana de São Paulo, e foi preso pela polícia quando saía da casa.

Dona Nilsa, mãe de Tatiane, disse que viu ela parando o carro e abrindo o portão quando um carro branco parou do outro lado da rua. Desse veículo, teria saído o assassino contratado que atirou cinco vezes contra Tatiane, dois disparos atingiram a mulher.

Em seguida ele voltou para o carro, onde estaria o mandante, e os dois fugiram juntos.

“Mataram a Tati! Quando eu desci ela estava toda lavada de sangue. Eu abracei e beijei ela, mas não teve jeito”, disse a mãe em lágrimas, lembrando da noite do crime.

Tatiane foi levada em seu próprio carro para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Ela era a melhor amiga da ex-namorada do mandante que acreditava que ela seria o impedimento para a volta do casal. Imagens das câmeras de segurança de onde o assassino mora registraram o momento em que ele saiu de casa com o mesmo carro branco que foi utilizado no crime.

Além das imagens com o carro, a polícia disse que os dois mantiveram contato logo após o crime e na madrugada do ocorrido. Até o intervalo em que eles ficaram sem usar o telefone é parecido, cerca de 2 horas. Eles acreditam que tenha sido motivo de vingança, de raiva por causa da relação da mulher com a ex do mandante.

O mandnante disse à polícia que teria saído com um primo para andar de carro na noite do assassinato. Segundo a polícia, ele realmente saiu, mas os horários não batem, eles teriam se encontrado mais de uma hora depois da morte de Tatiane. Ele ainda voltou à cena do crime e perguntou para a família o que tinha acontecido.

O mandante já responde à Justiça por agressão à ex-namorada. São dois boletins de ocorrência, mas ela já teria sido agredida cinco vezes por ele e até foi ameaçada de morte. “Eu vou te matar se você me largar e não adianta fugir, eu te acho”, ele teria dito à ela na época. Ele também responde por receptação de cargas roubadas, uma delas avaliadas em mais de R$ 135 mil.

Fonte: R7

Comments

comments

Inline
Inline