Homem é assassinado com golpe de facão no bairro do Carmo

Um homem foi brutalmente assassinado com golpes de facão após uma discussão ocorrida no bairro do Carmo, em São Roque, na noite de domingo (14/01). Segundo os registros apresentados sobre a ocorrência, uma equipe de policiais militares foram acionados para comparecessem a Rua José Marcelino do Carmo, por conta de um caso de homicídio.

Ao chegarem ao local as autoridades encontraram a via suja de sangue e foram informados que a vítima havia sido socorrida para o Pronto Socorro mais próximo, localizado em Vargem Grande Paulista. Ao se dirigirem para o local, as autoridades conseguiram encontrar os parentes da vítima, sendo que um deles afirmou as autoridades que havia presenciado o crime, pois estava em uma praça localizada a menos de cinquenta metros do local do ocorrido.

O jovem contou aos policiais que a vítima, identificada como Moacir Cavalcante (50 anos), estava saindo de um bar próximo ao local quando foi abordado por dois homens que ocupavam um veículo descrito como um Monza de cor preta. Os dois indivíduos cumprimentaram a vítima e após uma rápida conversa teria ocorrido uma discussão entre eles, até o momento em que um dos homens teria agredido Moacir com um soco na cara.

Neste momento o agressor teria ido até o carro e pegado um facão, com o qual passou a agredir a vítima com o lado não cortante da arma. Após desferir diversos golpes nas costas da vítima, o homem teria dito “agora você vai para o inferno” e em seguida cortou o pescoço de Moacir com um golpe realizado com a parte cortante do facão.

O golpe abriu uma ferida profunda no pescoço da vítima, que foi socorrido pelo próprio sobrinho e levado para o hospital, porém este chegou ao atendimento já sem vida.

Após o crime os dois homens fugiram do local. O sobrinho de Moacir afirmou que o homem que acompanhava o autor do crime tentou separar o tio do assassino, porém sem sucesso. Até o fechamento desta matéria a Polícia Civil continua as investigações sobre o caso e busca localizar o autor do crime o homem que o acompanhava.

Fonte: JE Online

Comments

comments

Inline
Inline