Guardas Civis socorrem criança com corte no pescoço com linha de cerol

Na última segunda-feira (02/07),  uma viatura da Guarda Civil Municipal de Jandira realizava patrulhamento, quando se deparou com uma criança que estava com um corte profundo no pescoço e ombro.

Os pais informaram que ele estava andando de bicicleta com o pai e de repente uma linha de pipa com cerol fez os dois cortes na criança.

De acordo com a GCM, um dos cortes chegou até a traqueia e o outro corte chegou até o osso do ombro.

Os guardas municipais, diante da gravidade do ferimento, socorreram imediatamente o garoto até o hospital. A equipe médica informou que, se a criança não tivesse sido socorrida pelos GCMs, morreria em poucos minutos.

A criança passou por uma cirurgia e encontra-se na UTI, porém seu quadro clínico é estável.

Os guardas municipais não conseguiram localizar a origem da linha de pipa.

O uso do cerol é considerado crime penal capitulado nos artigos 129, 132 e 278 do Código Penal Brasileiro, além do artigo 37 da Lei das Contravenções Penais. Em caso do uso do cerol por crianças ou adolescentes, estes podem ser apreendidos e encaminhados às autoridades competentes. Já o adulto que fizer uso do cerol será conduzido, junto ao material, até a autoridade judiciária, podendo até mesmo ser preso. A população pode denunciar o uso ilegal do cerol por meio do telefone 190.
Foto: GCM Jandira / divulgação

Comments

comments

Inline
Inline