Famílias participam do tradicional Desfile dos Carros de Lenha em São Roque

O primeiro desfile foi há mais de 100 anos, em agradecimento aos agricultores da época que doaram lenha para ajudar a igreja na compra de uma imagem de São Roque (SP).

A cidade de São Roque (SP) completa 361 no dia 16 de agosto e uma comemoração festeja uma tradição centenária: o tradicional Desfile dos Carros de Lenha na cidade, realizado neste domingo (5).

Todo ano, os carreiros se encontram em um sítio de São Roque de onde saem os carros para o centro da cidade. É um dos dias mais esperados do ano para eles, já que eles têm a oportunidade de manter viva a tradição.

O barulho dos carros de boi já foi muito ouvido na cidade na época em que a lida na lavoura e o transporte da produção eram feitos com ajuda de animais.

O carreiro Ronaldo Santos lembra bem o quanto o carro de boi já foi útil. Hoje é relíquia de família, preservada com carinho.

Foi ele quem ensinou os animais a puxarem o carro e tem todo um jeitinho de lidar com eles, nem os nomes das duplas de trabalho são por acaso.

Todo ano, os carreiros se encontram em um sítio de São Roque de onde saem os carros para a cidade.  (Foto: Reprodução/TV TEM)
Todo ano, os carreiros se encontram em um sítio de São Roque de onde saem os carros para a cidade. (Foto: Reprodução/TV TEM)

O carreiro veio do interior de Minas Gerais só para participar do tradicional Desfile de Carros de Lenha de São Roque. E ele até arrumou um ajudante, o João Pedro, de apenas dez anos.

O Joaquim e o irmão, que são produtores rurais, também ensinam as filhas como lidar com os bois no dia-a-dia no sítio da família. Os animais da raça Nelore foram treinados desde novinhos.

“É um orgulho, né. Fazer o que a gente gosta. Estar onde a gente gosta. O pessoal recebe a gente muito bem. A gente fica muito feliz”, afirma o carreiro José Carlos.

Na avenida principal no centro da cidade, muita gente espera ansiosa para ver o desfile que marca a abertura das Festas de Agosto, em homenagem a São Roque.

As festividades celebram a importância da agricultura na economia da cidade e também a devoção das famílias no santo peregrino.

“A nossa festa é a referência pra nós. Nós vivemos essa festa o ano todo. A nossa festa é o ponto central da nossa cidade e do nosso povo”, afirma José Dias Bassos, organizador da festa.

É um dia de alegria e fé. Crianças, jovens e adultos participam. O desfile conta ainda com fanfarra, encenação da história do padroeiro, dança e muita cultura caipira.

O primeiro desfile foi há mais de 100 anos, em agradecimento aos agricultores da época que doaram lenha para ajudar a igreja na compra de uma imagem de São Roque.

A imagem do padroeiro veio da França de navio até Santos e chegou a São Roque em um carro de boi, igual aos usados no desfile.

Fonte: G1

Comments

comments

Inline
Inline