Caso Thifanny: roceiro João tem prisão decretada

Após quase 2 anos do caso Thiffany, juíza emite mandado de prisão ao roceiro João Santos condenado pelo crime de estupro seguido de morte da jovem Thiffany de 17 anos.

O roceiro João que ajudou a encontrar o corpo da jovem ficou preso temporariamente, enquanto esperava  o resultado de laudos de corpo delito.

Ele teve a prisão temporária decretada em março e prorrogada em abril. Mas por falta de provas conclusivas ele aguardou o processo em liberdade.

Hoje a justiça emitiu o mandato de 14 anos de prisão.

João foi preso pela GCM e policia civil e encaminhado à delegacia de Vargem Grande Paulista, posteriormente será transferido cadeia de Cotia.

Comments

comments

Inline
Inline