Burger King se torna isca para golpe no WhatsApp

Já nos primeiros dias de 2018, o Burger King se tornou isca para golpes no WhatsApp. De acordo com informações do DFNDR Lab, laboratório da PSafe especializado em segurança digital, pelo menos 350 mil usuários clicaram no link malicioso, que promete descontos na rede de fast food.

Clicar no link, porém, traz consequências que podem causar dores de cabeça aos donos da conta. Após finalizar as respostas e realizar um rápido cadastro, o celular é inscrito em serviços pagos de SMS e as vítimas são induzidas a baixar apps falsos que infectam o smartphone e o tornam vulneráveis a golpes financeiros.

Depois disso, segundo a PSafe, o usuário é direcionado para responder três perguntas: “Qual dos nossos sanduíches você mais gosta?”; “Você está satisfeito com o nosso atendimento?” e “Você indicaria o BK aos seus amigos?”.

A partir daí, a vítima é encaminhada a uma página que pede que o link seja compartilhado com 30 amigos no WhatsApp, para que ela tenha acesso ao falso cupom,

Para finalizar a falsa promoção, os hackers ainda pedem o e-mail do participante. A vítima pode, então, de acordo com o site, ser direcionada a baixar aplicativos falsos ou passar a receber mensagens de texto pagas, sem ao menos ter solicitado o serviço.

Como evitar

Vale o alerta: mesmo que o link seja enviado por um amigo, quando desconfiar de alguma coisa, pergunte a ele a origem da mensagem.

O que fazer se você caiu em um golpe do WhatsApp

Se você caiu no golpe do WhatsApp, a orientação do PSafe é que você peça o cancelamento de qualquer serviço de SMS pago que o criminoso possa ter contratado.

 Baixe um antivírus confiável, principalmente os que tenham a função antiphising (bloqueio de páginas perigosas), em seu smartphone para identificar e remover qualquer ameaça instalada.

Comments

comments

Inline
Inline